Os principais motivos para o divórcio.

Ninguém casa com a intenção de se divorciar.

Mas, com o tempo, as dificuldades podem surgir e o casamento, ao invés de ser um relacionamento saudável e feliz, passa a ser estressante, gerando desgaste emocional.

Há muitos motivos pelos quais os casais decidem divorciar-se.

Esses motivos incluem:

  • Infidelidade
  • Problemas financeiros
  • Falta de comunicação
  • Desalinhamento de objetivos
  • Estresse com a criação dos filhos

Além disso, muitos casais simplesmente se orientam em direções diferentes ao longo do tempo, tendo assim outras visões e objetivos na vida e acabam se tornando incompatíveis um para o outro.

Além disso, existe outra causa para o divórcio, que deve ser tratada com muita urgência e respeito, como o momento exige.

É o caso de abuso físico e/ou emocional.

Essa é uma forma de violência doméstica que pode ter efeitos duradouros e devastadores na saúde mental e física da vítima.

O abuso físico envolve o uso da força ou violência para controlar ou intimidar o parceiro. Isso pode incluir agressão física, como bater, chutar, empurrar, segurar ou sufocar o parceiro. Também pode incluir ameaças de violência ou destruição de propriedade.

O abuso emocional é menos visível, mas não menos prejudicial.

Ele pode incluir humilhação, ameaças verbais, controle excessivo, isolamento, manipulação, chantagem emocional e outras formas de comportamento abusivo que afetam a autoestima e a confiança da vítima.

Em um casamento em que existe abuso físico ou emocional, a vítima pode sentir-se presa e incapaz de sair do relacionamento. O divórcio pode ser a única opção para garantir a segurança da vítima e dos filhos, se houver.

Os advogados que lidam com divórcios que envolvem abuso físico ou emocional são treinados para ajudar as vítimas a obterem ordens de restrição, que impedem que o agressor se aproxime ou entre em contato com a vítima. Além disso, eles podem ajudar as vítimas a buscar justiça e proteção contra o abuso.

Em casos assim, é importante procurar ajuda o mais cedo possível e buscar suporte emocional e profissional para ajudar a lidar com a situação.

A vítima deve saber que ela não está sozinha e que existem recursos disponíveis para ajudá-la a superar o abuso, se sentir segura e seguir em frente com sua vida.

Independente do motivo do divórcio, é necessário a ajuda de um advogado especialista em Direito da Família para garantir os seus direitos e proteger de qualquer injustiça que possa acontecer.

Ainda com dúvidas? Fale agora com um especialista diretamente no WhatsApp:
Deixe seu Comentário:

Compartilhe:

Últimos Artigos: